Arquivo da tag: asbea

Vem aí novos templates de layers para AutoCAD baseados no Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD da AsBEA.

Estou preparando uma grande novidade para o site: Templates de layers para AutoCAD de todas as disciplinas baseados no Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD da AsBEA.

Um dos campeões de download no Arquilog é o Apoio a desenho :: Template de Arquitetura (layers) – padrão AsBEA, que pode ser baixado gratuitamente no site. Mas ele está um pouco defasado. Pensando nisso, estou fazendo uma grande revisão nesse template de Arquitetura e aproveitando para criar templates também para as outras disciplinas. Só que a partir da publicação, eles não serão mais gratuitos e serão acompanhados pelo Template padrão Arquilog.

Quem quiser participar da montagem desses novos templates fique atento nos próximos dias ao Arquilog: irei publicar a uma lista prévia de layers de cada disciplina para receber críticas e sugestões! No lançamento do template, irei sortear um template de cada disciplina entre os leitores que mais participaram  enviando seus comentários no próprio post.

Um detalhe: após a publicação dos templates as listas prévias de layers serão apagadas dos posts.

Quem não conhece o Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD da AsBEA, pode baixa-lo gratuitamente no site do próprio asbeas em http://www.asbea.org.br/userfiles/manuais/7e942be1be1f79072a2cffe3f27a270a.pdf

Aguardo vocês!

Template de layers (CAD) para arquitetura – padrão AsBEA – Revisão

artigo-template-cadAtendendo a inúmeros pedidos, atualizei o arquivo do Template de layers para arquitetura – padrão AsBEA, disponibilizando inclusive o arquivo de configuração de penas para o template (CTB).

 

Para quem não conhece, esse padrão obedece o Manual de  Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD do AsBEA.

Visite a Loja Arquilog para baixar os arquivos.

Críticas e sugestões serão muito bem vindas!

O convite para montar layers de outras disciplinas de projeto ainda está de pé! Quem quiser e tiver as layers mais utilizadas para paisagismo, instalação elétrica, hidráulica, ar condicionado, topografia, estrutura, e outras, me mande por email para adm@arquilog.com.br e vamos adaptar ao padrão AsBEA!

Leia o artigo publicado em 02/04/14 com a 1ª versão do arquivo de template em http://www.arquilog.com.br/template-cad/

Template de layers (CAD) para arquitetura – padrão AsBEA

artigo-template-cadJá tem um tempo que quero traduzir as layers CAD que uso para o padrão AsBEA de acordo com o Manual de  Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD. Hoje fiz isso!

Visite a Loja Arquilog aqui para comprar os arquivos.

O AsBEA adaptou da ISO 13567 o sistema de nomenclatura de layers através de campos, conforme abaixo:
AGE-OEA-QDI-ARG-EEL-ESC-DUS
onde:
AGE – agente
OEA – Objeto / Elemento / Assunto
QDI – Qualificativo / Diferenciação
ARG – Anotações e representação Gráfica
EEL – Estado do elemento
ESC – Escala (campo livre)
DUS – Definição do usuário (campo livre)

Quando não houver item em determinado campo e houver item posterior, para manter-se o alinhamento dos campos, este deverá ser preenchido com -___- (três traços sublinhados), além dos hífens do campo.

Não adotei o campo da escala.

Em algumas layers usei o campo EEL (estado do elemento) para especificar a espessura da pena da layer, assim pude criar mais de uma layer com o mesmo nome com mais de uma espessura de pena.

O manual não sugere as espessuras das linhas de cada layer. Criei de acordo com a minha experiência.

Segundo o manual se uma disciplina necessitar utilizar-se de um layer de outra disciplina, esta deverá utilizar a nomenclatura definida para a disciplina em questão. Ex: Se a arquitetura necessitar de um layer para pilar, deverá utilizar a nomenclatura definida na estrutura.

Exemplos das layers no template que criei:

ARQ-___-___-CTA  >>> Cotas, níveis e leaders
ARQ-___-___-TXT-001  >>>  Texto gerais / nomes de ambientes / equipamentos  – 0.1
ARQ-___-___-TXT-002  >>>  Texto gerais / nomes de ambientes / equipamentos  – 0.2
ARQ-ALV-___-___-CON  >>>  Alvenaria a construir
ARQ-ALV-ALT  >>>  
Alvenaria alta
ARQ-ALV-BXA  >>>  Alvenaria baixa

Então para acompanhar melhor o assunto desse post, baixe:
o manual do AsBEA em http://www.asbea.org.br/download/AsBEA_Cad_Norma_R2011.pdf.

Visite a Loja Arquilog aqui para comprar os arquivos.

Críticas e sugestões serão muito bem vindas!

Gostaria agora de montar templates para as outras disciplinas. Quem quiser e tiver as layers mais utilizadas para paisagismo, instalação elétrica, hidráulica, ar condicionado, topografia e estrutura, me mande por email para adm@arquilog.com.br e vamos traduzir!

Guia de Sustentabilidade da AsBEA

O grupo de Trabalho de Sustentabilidade da AsBEA disponibiliza para download, o Guia Sustentabilidade na Arquitetura – Diretrizes de escopo para projetistas e contratantes.

O objetivo do  GUIA é alinhar, entre contratante e contratado, os principais tópicos que deverão ser abordados no desenvolvimento do projeto, desde o levantamento das condições locais e do entorno do terreno, até os parâmetros de conforto, manutenção, durabilidade dos componentes e vida útil da edificação.

Baixe o guia em https://www.dropbox.com/s/9exm2xs9n23minb/AF5_asbea_sustentabilidade_web.pdf

Guia BIM da AsBEA

O grupo de trabalho BIM da AsBEA acaba de lançar o primeiro fascículo do Guia BIM com instruções sobre o uso de ferramentas digitais nos projetos de arquitetura e toda a cadeia produtiva da construção civil. Este primeiro fascículo aborda as fases conceituais e iniciais de implantação do BIM nos escritórios de arquitetura e os demais serão lançados nos próximos meses, abordando outros aspectos da arquitetura digital.

Segundo a AsBEA, o objetivo da publicação é proporcionar aos profissionais um manual de caráter didático, que facilite a utilização da ferramenta essencial na elaboração de projetos e acompanhamento de todas as etapas de sua execução.

Baixe o manual e veja a matéria no site da AsBEAhttp://www.asbea.org.br/escritorios-arquitetura/noticias/acesse-o-guia-bim-pelo-site-da-asbea-301753-1.asp

AsBEA permite download gratuito do Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD

A AsBEA, desenvolveu um manual que estabelece uma padronização de layers, diretórios, arquivos, além da definição de responsabilidades entre todas as atividades de projetos, calcado nos modelos de normas Americanas / Canadenses (AIA, CSI, NBSI) e Européias (ISO), tendo como objetivo a médio prazo transformá-los em normas aprovadas na ABNT.

Essa padronização permite uma melhor integração entre escritórios de projetos, agilizando e aumentando a confiabilidade do processo de troca de informação.

O Manual de Intercambialidade de Projetos em CAD agora pode ser baixado gratuitamente no site da AsBEA em http://www.asbea.org.br/download/AsBEA_Cad_Norma_R2011.pdf.

Workshop realizado pelo Grupo de Normas Técnicas da AsBEA

O AsBEA disponibilizou em sua página o arquivo da apresentação do Workshop realizado pelo seu Grupo de Normas Técnicas, que dá uma visão geral da Norma de Desempenho, e os principais aspectos da norma que envolvem, entre outros, o desenvolvimento dos projetos de Arquitetura, coordenação de projetos e responsabilidade social dos Arquitetos.

Para ver a notícia: http://www.asbea.org.br/escritorios-arquitetura/noticias/mais-uma-vez-o-workshop-realizado-pelo-grupo-de-normas-298462-1.asp

Para baixar o pdf: http://www.asbea.org.br/cApp/programas/download.asp?aid=298462&fid=343

CAU/RJ e a AsBEA-RJ propõem Seminário

Arquilog - Rio de Janeiro

O CAU/RJ e a AsBEA-RJ resolveram trazer o tema “A burocracia nos trâmites de aprovação de projetos” para debate através de um Seminário no Rio de Janeiro que será realizado em agosto (ainda sem data definida). O objetivo é permitir que os arquitetos urbanistas e empresários fluminenses possam conhecer as iniciativas paulistas relacionadas à Simplificação da Legislação Urbanístico-Edilícia, com foco na desoneração do Projeto Legal de Arquitetura.

Serão convidados a participar, gestores públicos da área de licenciamento urbanístico-edilício, ambiental e de patrimônio histórico e cultural das prefeituras, da capital e das cidades médias do Estado do Rio de Janeiro.

Diminuir esse distanciamento entre o setor público e o privado, agilizar processos, valorizar a atuação e a responsabilidade dos profissionais e trabalhar pelo ganho de produtividade são as discussões que serão propostas.

Leia completo em http://www.caurj.org.br/?p=7258