CURSO Transferência do Direito de Construir (TDC)

Curso a distância de autoinstrução Transferência do Direito de Construir (TDC) – Turma 1/2018

Esse é um curso sobre o Estatuto da Cidade que fiz no Portal Capacidades do Ministério das Cidades.

Carga horária: 30 horas

Data 01/10/2018 à 22/10/2018

Objetivos:

A Transferência do Direito de Construir (TDC), definida no Estatuto da Cidade, é um instrumento que permite ao proprietário de um determinado terreno urbano exercer em outro local, ou alienar para este fim, o direito básico de construir quando esse direito não puder ser exercido, no todo ou em parte, no terreno de origem em virtude do interesse público. O presente curso a distância de autoinstrução tem por objetivo apresentar as bases conceituais desse instrumento, o alcance de sua aplicação, seus limites e desafios, servindo como subsídio à sua regulamentação e implementação pelos municípios brasileiros.

Curso de Imersão em Paisagismo 2 no Sítio Roberto Burle Marx

No dia 19/08/2017 estive presente no sítio Roberto Burle Marx para mais um dia de aprendizado através do olhar de mais de 100 anos de experiência em paisagismo da família Cânovas.

No decorrer das seis aulas e do passeio pelo Sítio Roberto Burle Marx, foram tratados assuntos como as novas tendências do setor e a inspiração de Roberto Burle Marx através das espécies que ele utilizava de forma dinâmica e intensiva, com dados e informações pouco divulgados.

PROGRAMAÇÃO
1ª aula: Árvores de porte baixo para calçadas e estacionamentos. Como conter a erosão em taludes;
2ª aula: Espécies altas e de formato colunar para dissimular vistas desagradáveis dando privacidade;
3ª aula: Espécies com folhas pigmentadas, para colorir o jardim. Flores que atraem borboletas e beija-flores;
Passeio pelo Sitio;
4ª aula: Arbustos, trepadeiras e forrações, para várzeas úmidas ou longos períodos de seca;
5ª aula: Plantas apropriadas para jardins verticais. Jardins internos: folhagem e flores em locais sem luz solar;
6ª aula: Adubações e controle de pragas e doenças.

Curso Criando jardins em vasos

No dia 05/09/2016, comecei o curso Criando Jardins em Vasos na Associação de amigos do Jardim Botânico. O curso termina em 30/11/2016.

Carga Horário: 60 horas

Conteúdo do curso: História dos jardins em vasos. Estudo sobre qualidade da terra, adubação, pragas e doenças, profilaxia, montagem dos vasos, composição com as plantas, realização de pequenos projetos, palestras sobre irrigação, iluminação, bambu e substratos.

Professora: Gina Fiuza

Veja mais informações em http://www.amigosjb.org.br/cursos/

Curso Legislação Urbana da Cidade do Rio de Janeiro

Nos dias 27 de agosto e 3 de setembro frequentei o curso de Curso de Legislação Urbana da Cidade do Rio de Janeiro no Instituto Bramante, com a professora Rosane Lopes.

Objetivo do curso:

Orientações sobre a aplicabilidade das legislações urbanísticas vigentes no Rio de Janeiro, na elaboração, execução e licenciamento de projetos e obras particulares.

carga horária: 16 horas.

Veja mais informações em http://www.institutobramante.com.br/cursos/livres/curso-de-legislacao-urbana-da-cidade-do-rio-de-janeiro/

 

 

Curso Projetos Paisagisticos na AAJB

 No mês de julho desse ano, fiz o curso de Projetos Paisagísticos na Associação de amigos do Jardim Botânico.

Carga Horário: 24 horas

Durante o curso desenvolvi dois projetos Paisagísticos.

Varanda em apartamento:

port-proj-paisagistico

Cobertura de apartamento:

port-proj-paisagistico-02-a

 

port-proj-paisagistico-02-e

 

port-proj-paisagistico-02-b

 

port-proj-paisagistico-02-d

 

port-proj-paisagistico-02-c

Curso Ilustração Botânica I

No dia 05 de abril de 2016, comecei o curso de Ilustração Botânica na Escola Nacional de Botânica tropical do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Previsão de término em 30/06/2016.

Professores: Malena Barretto e  Paulo Ormindo

Professores especializados em Ilustração Botânica no Royal Botanic Garden, Kew Gardens, Londres, Reino Unido.

Ementa: Desenho de observação de espécies vegetais herborizados e vivos. Aulas de campo. Representação figurativa das estruturas morfológicas com o auxilio de binocular e câmara clara nas técnicas de grafite e bico de pena (nanquim).

Período: 5 de abril a 30 de junho de 2016  (24 aulas)

Carga horária: 72 horas.

http://www.jbrj.gov.br/educacao/extensao#sthash.mE1deQOm.dpuf

 

Curso de Imersão em Paisagismo no Instituto Plantarum

Nos dias 14 e 15 de maio de 2016, estive presente no Instituto Plantarum em Nova Odessa/SP para o curso de Paisagismo ministrado por Raul Cânovas e Harri Lorenzi.

OBJETIVOS DO CURSO

Sábado

  • 8:00 h. Credenciamento
  • 8:30 h. 1ª aula: Jardins residenciais;
  • 9:30 h. 2ª aula: As áreas verdes nos térreos dos prédios residenciais;
  • 10:30 h. Coffee break;
  • 11:00 h. 3ª aula: Paisagismo corporativo;
  • 12:00 h. Almoço;
  • 13:30 h. Passeio guiado por Harri Lorenzi e Raul Cânovas pelo Jardim Botânico Plantarum;
  • 17:00 h.Coffee break e Encerramento das atividades.

Domingo

  • 8:30 h. 4ª aula: Jardins específicos: hospitais, restaurantes, lojas, shoppings, etc.;
  • 9:30 h. 5ª aula: Áreas públicas: praças, arborização urbana;
  • 10:30 h. Coffee break;
  • 11:00 h. 6ª aula: Jardins internos;
  • 12:00 h. Almoço;
  • 13:30 h. Passeio guiado por Harri Lorenzi e Raul Cânovas pelo Jardim Botânico Plantarum;
  • 17:00 h.Coffee break e Encerramento das atividades.

LOCAL

Instituto Plantarum: Avenida Brasil, 2000 – 13460-000 – Nova Odessa-SP / 55 (19) 3466-5587

DATA

Dias 14 e 15 de maio

HORÁRIO

Início às 8:00hs, término às 17:00hs.

CARGA HORÁRIA

16 horas.

COORDENAÇÃO

Harri Lorenzi e Raul Cânovas

http://www.jardimcor.com/curso-paisagismo-plantarum/

Curso Paisagismo na AAJB

No dia 12 de maio de 2016 concluí o curso de Paisagismo com a professoras: Cecilia Beatriz da Veiga Soares e Flávia Nunes na Associação de amigos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Objetivo do curso:

Paisagismo através dos tempos, ecologia, biodiversidade, integração homem e meio ambiente. Paisagismo urbano, reflorestamento, árvores nativas e exóticas. Macro unidades da paisagem brasileira. Jardins internos, paisagismo no litoral e montanha. Conservação e preparo do solo. Planejamento, noções de irrigação e iluminação.

carga horária: 48 horas.

Meu projeto final:

paisagismo-02

paisagismo-03

paisagismo-04

paisagismo-05

paisagismo-06

paisagismo-07

paisagismo-08

paisagismo-09

paisagismo-01

Curso Como Construir um Jardim Sustentável

No dia 30 de abril de 2016, estive presente no curso Construir um Jardim Sustentável no Sítio Roberto Burle Marx – RJ.

OBJETIVOS DO CURSO

Um curso que irá especificar os tópicos de um paisagismo que nos proteja dos gastos excessivos, sem renunciar ao que é essencialmente belo e bom.

LOCAL

Auditório do Sítio do Burle Marx
Estrada Roberto Burle Marx, 2019 – Barra de Guaratiba, Rio de Janeiro.

DATA

Rio de Janeiro: 30 de abril de 2016.

HORÁRIO

Início às 8:00hs, término às 18:00hs.30

CARGA HORÁRIA

8 horas.

COORDENAÇÃO

Raul Cânovas

 

PROGRAMAÇÃO

  • 8:00 h. Credenciamento
  • 8:30 h. 1ª aula: Como “vestir” uma terra desnuda;
  • 9:30 h. 2ª aula: Climatologia: como imaginar massas verdes que “trabalhem” estabilizando a temperatura e a umidade ambiente.
  • 10:30 h. Coffee break;
  • 11:00 h. 3ª aula: Linhas retas ou curvas? O equilíbrio do espaço ajardinado;
  • 12:00 h. Almoço;
  • 13:30 h. 4ª aula: Espécies perenes, comestíveis e úteis, com efeito ornamental;
  • 14:30 h. 5ª aula: Como atrair pássaros e outros bichos benéficos à flora paisagística;
  • 16:30 h. Coffee break;
  • 17:00 h. 6ª aula: A cultura permanente no jardim = Permacultura;
  • 18:00 h. Encerramento do curso.

Curso para paisagistas :: Como enfrentar a crise

No dia 9 de abril de 2016, estive em São Paulo para o curso organizado por Raul Cânovas.

LOCAL: Auditório da Radio Mundial: Avenida Paulista, 2200, Térreo – próximo ao metrô Consolação

DATA: 09 de abril de 2016

HORÁRIO: Início às 8:00hs, término às 18:00hs.

CARGA HORÁRIA: 10 horas

COORDENAÇÃO: Paisagista Raul Cânovas

PROGRAMAÇÃO

  • 08:00 h.: Credenciamento
  • 08:30 h.: 1ª Aula: Marketing: Inteligência do mercado paisagístico. Com Roberto Araujo, Diretor Editorial da Revista Natureza.
  • 09:45 h.: 2ª Aula: Como se tornar conhecido, popular, renomado. As mídias disponíveis para quem não tem verba: redes sociais, etc. Com Carol Costa do site Minhas Plantas, colunista do Jardinaria, da BandNews FM, e apresentadora do Mais Cor, Por Favor, do GNT.
  • 11:00 h.: Coffe Breack;
  • 11:30 h.: 3ª Aula: Visita ao cliente: Cobrar ou não? A diferença entre o orçamentista e o consultor. Como conquistar a confiança do cliente. Com o paisagista Raul Cânovas.
  • 12:45 h.: Almoço
  • 14:15 h.: 4ª Aula: Título da palestra : Contratos de Paisagismo e seus efeitos jurídicos. Com o Dr. Flavio Martins, paisagista e advogado da Associação Nacional de Paisagismo.
  • 15:30 h.: 5ª Aula: Gerenciamento do escritório de paisagismo e da equipe de obra. Compra de mudas e materiais. Prazos de entrega. Com Osvaldo Policarpo Jr., da Floraliz Paisagismo.
  • 16:45 h.: Coffe Breack;
  • 17:15 h.: 6ª Aula: A pós-venda, como tornar o cliente em um agente divulgador nosso. Com Roberto Araujo.
  • 18:30 h.: Encerramento.

 

 

Expo Jardins do Rio 2

No dia 1º de abril de 2016 conheci o Jardins do Rio, encontro dos produtores de plantas ornamentais de Guaratiba com a cidade do Rio e com os cariocas.

No evento foi possível conhecer a variedade de plantas cultivadas na região e participar de  palestras  e oficinas. Ao todo foram 18 palestras e 11 oficinas.

Destaco as seguintes palestras: PRODUÇÃO DE ESPÉCIES NATIVAS COM POTENCIAL PARA USO EM PAISAGISMO, com Paulo Schiavo, JARDINS TROPICAIS E OS NOVOS PARADIGMAS DE SEU TRAÇADO, com Raul Cânovas, e A VEGETAÇÃO NATIVA EM PROJETOS PAISAGÍSTICOS, com Luiz Cancio.

O evento contou também com visitas guiadas ao sítio Burle Marx, exposição de plantas, exposição de jardins criados com as plantas dos produtores de Guaratiba, entre outros.

O site do evento saiu do ar.

 

TCC MBA :: Aplicacação de critérios do LEED à projetos de interiores

Em julho de 2015, entreguei meu Trabalho de Conclusão do MBA de Construções Sustentáveis, cujo tema foi:

APLICAÇÃO DE CRITÉRIOS DE SUSTENTABILIDADE DO LEED A PROJETOS E OBRAS DE REFORMAS DE INTERIORES DE APARTAMENTOS

Segue abaixo o resumo do trabalho:

A reforma de apartamentos em edificações antigas é uma oportunidade valiosa para a implantação de ações que trarão sustentabilidade ao imóvel. A presente pesquisa exploratória analítica descritiva cria um roteiro de estratégias para projetos e obras de reformas de interiores, seguindo os critérios de sustentabilidade da versão 4 do LEED. Inicialmente o trabalho avalia os 175 créditos e pré-requisitos, resultando em 37 aplicáveis a reformas de apartamentos. Desses, 16 são selecionados e estudados e geram 25 estratégias de sustentabilidade. Para criar essas estratégias, são pesquisadas soluções que diminuam o impacto da obra no meio-ambiente e o custo operacional do imóvel. Buscam-se, então, bases na literatura do LEED, nas abordagens e implementações do Guia Rápido do Referencial GBC Brasil Casa, nos programas brasileiros de eficiência energética, nas normas técnicas brasileiras, e também na experiência profissional da autora deste trabalho. Como resultado, propõe-se atingir um alto nível de desempenho construtivo e humano através da estratégia da categoria Projeto Integrado; controlar a emissão de poluição ambiental e luminosa e diminuir a intervenção no bioma local através das estratégias propostas na categoria Espaços Sustentáveis; reduzir o consumo de energia elétrica, de água e de gás, capacitar os moradores e proprietários a manter o desempenho esperado do imóvel, buscar equipamentos e a distribuição de água quente eficientes, obter a eficiência energética dos equipamentos eletroeletrônicos e diminuir o consumo de energia da iluminação, através das estratégias da categoria Energia e Atmosfera; reduzir o consumo de água do imóvel através das estratégias propostas na categoria Uso Eficiente da Água; minimizar o consumo de recursos naturais através das estratégias propostas na categoria Materiais e Recursos; reduzir a poluição do ar interno do imóvel através das estratégias da categoria Qualidade Ambiental Interna e adotar novas abordagens para contribuir com a prática sustentável da Arquitetura de Interiores através da estratégia proposta na categoria Inovação. Os profissionais da construção civil ainda têm muito a aprender e experimentar sobre a sustentabilidade dentro de suas áreas de atuação, e devem sempre buscar novas tecnologias que os ajudem a incorporar esses conceitos em seus projetos e obras. Essas são atitudes importantes para a preservação dos recursos do nosso planeta para as futuras gerações.

Palavras-chave: Sustentabilidade. LEED. Arquitetura. Interiores. Reformas.

MBA em Construções Sustentáveis

Em 24 de abril de 2015, tive minha última aula no MBA em Construções Sustentáveis – Certificação Ambiental de Edificações  e em 24 de julho entreguei meu Trabalho de Conclusão do curso com o tema: APLICAÇÃO DE CRITÉRIOS DE SUSTENTABILIDADE DO LEED A PROJETOS E OBRAS DE REFORMAS DE INTERIORES DE APARTAMENTOS.
Carga horária: 400h

Justificativa do Curso

Capacitar os participantes em Construção Sustentável oferecendo
conhecimentos que permitam aos participantes realizarem projetos e obras de empreendimentos sustentáveis, bem como se tornarem consultores em Construção Sustentável e Certificação Ambiental de Edificações. O curso apresenta as melhores metodologias e tecnologias que habilitem o participante a projetar, gerenciar, avaliar, e operar edificações sustentáveis, alinhadas aos princípios de eficiência energética e elevado desempenho ambiental a fim de
tornar a Construção Civil , uma ferramenta harmonizada com a sustentabilidade do planeta.

Objetivo Geral

Os estudos são focados na complementação da formação de nossos profissionais, Engenheiros, Arquitetos e Gestores,
adquirindo habilidades necessárias a avaliar e aperfeiçoar o desempenho energético e a performance Sócio-Ambiental
da Construção Civil.

Disciplinas
MÓDULO 1 – INTRODUÇÃO À CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – 140h
Introdução à Construção Sustentável e Certificações Ambientais I: LEED, AQUA, Selo Azul, PBE Edifica  20h
Introdução à Construção Sustentável e Certificações Ambientais II: BREEAM, Living Building, DGNB 20h
Ecodesing, Permacultura, Bio-construção e Ecovilas / Comunidades Sustentáveis 20h
Paisagismo Sustentável: Estratégias de Integração e Edifícios e Cidades Sustentáveis 20h
Análise do Ciclo de Vida e Critérios Ambientais de Avaliação de Produtos para a Construção Sustentável 20h
Aplicação de Sistemas de Certificações Ambientais – LEED BD+C 20h
Aplicação Sistemas de Certificações Ambientais – AQUA HQE Habitacional 20h
MÓDULO 2 – TECNOLOGIAS E SISTEMAS PARA A CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL – 140h
Eficiência Energética e Sustentabilidade em Edifícios II – Aplicação Procel Edifica / Simulações de Desempenho Energético de Edificações 20h
Energias Renováveis: Usos e Aplicações para a Construção Sustentável 20h
Controle e Monitoramento da Qualidade Ambiental Interna do Ar – Contaminantes e COV’S 20h
Utilização Eficiente de Recursos Hídricos e o Reuso da Água em Edificação Sustentáveis 20h
Tecnologias e Materiais a serem Utilizados em Edificações Sustentáveis 20h
Como se tornar um LEED GA / LEED AP 20h
MÓDULO 3 – GESTÃO E OPERAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS – 120h
Estudos de Viabilidade Financeira para Empreendimentos Sustentáveis 20h
Gestão Integrada de Projetos Sustentáveis 20h
Gestão Ambiental de Canteiros de Obras, Resíduos e Reciclagem em Edificações Sustentáveis 20h
Comissionamento e Gestão de Operações em Empreendimentos Sustentáveis 20h
Metodologia Científica Aplicada 20h
Estudos de Casos / Visitas Técnicas / Seminário de Apresentação do Pré-Projeto de Monografias 20h

https://www.inbec.com.br/pos-graduacao/mba-em-construcoes-sustenta-veis-certificacao-ambiental-de-edificacoes

Curso Referencial GBC Brasil Casa®

Em junho de 2015, fiz o curso Referencial GBC Brasil Casa® em São Paulo :: carga horária: 16 horas.

Os objetivos do curso eram:

– Capacitar e qualificar o profissional por meio da retomada de conceitos de arquitetura sustentável, facilmente aplicada a projetos e obras residenciais.

– Familiarizar o profissional com os conceitos básicos da Certificação Referencial GBC Brasil Casa®, para que ele esteja apto a desenvolver casas com melhor desempenho energético, com consumos mais eficientes, mais confortáveis termicamente, que possuam ambientes internos mais saudáveis, que reduzem o impacto no meio ambiente utilizando menos recursos naturais e evite o desperdício de materiais não reutilizados, acabar com a ineficiência de sistemas obsoletos e melhorar o planejamento das construções de forma a reduzir a perda financeira de obras comuns.

– Prover ao profissional os conceitos de gestão integrada que visam à consultoria de projetos sustentáveis.

– Prover ao profissional o conteúdo básico para realização da prova de qualificação, oferecendo direcionamento aos estudos, dicas para o dia do exame e um pequeno simulado.

http://www.gbcbrasil.org.br/detalhe-curso.php?idCurso=79

Curso Paisagismo Sustentável e Técnicas Construtivas para Telhados e Paredes Verdes

Nos dias 21 e 22 de maio de 2015, fiz o curso Paisagismo Sustentável e Técnicas Construtivas para Telhados e Paredes Verdes em São Paulo com o Ricardo Cardim :: carga horária: 16 horas.

O objetivo do curso foram apresentar conceitos e propostas para um paisagismo sustentável no Brasil, abordando a discussão sobre biodiversidade, biomas, espécies nativas, adaptadas, invasoras, consumo de água e serviços ambientais; preparar o aluno com conhecimentos de botânica, historia, técnicas construtivas e tecnologias para áreas verdes, dentre elas telhados e paredes verdes; capacitar o entendimento e a importância das áreas verdes no Green Building dentro da realidade brasileira de país megabiodiverso e seus resultados na melhora da qualidade de vida urbana e reequilíbrio ambiental.

http://www.gbcbrasil.org.br/detalhe-curso.php?idCurso=73

Congresso Virtual de Arquitetura

Entre os dias 25 e 31 de agosto de 2014, assisti a uma série de palestras que compunham o Congresso Virtual de Arquitetura.

Entrevistas

O dia-a-dia num escritório de um grande arquiteto – Álvaro Fonseca

A gestão de um escritório de arqutietura – Ricardo Meira

Trabalhar com arquitetura de interiores – Hélio Albuquerque

O arquiteto como designer – Designer de jóias – Thelma Aviani

Consultoria em incorporação – Carolina Caribé

O caminho dos concursos de arquitetura – Paulo Henrique, Fabiano Sobreira e Nonato Veloso

Consultoria ambiental e a incubação de uma empresa de arquitetura – Júlia Fernandes

Novos paradigmas do arqutieto – Sérgio Magalhães

O escritório de arqutietura e obras – Gilberto Belleza

O mercado para os arquitetos, segundo o CAU – Haroldo Pinheiro

Arquiteto Pesquisador – Raquel Blumenschein

Como ser um ex-concurseiro – Letícia Nobre

Arquiteto funcionário público – O trabalho na Câmara dos Deputados – Danilo Matoso

Arquiteto empresário – Uma empresa nacional de cursos – Alex Justi

O trabalho de um editor de arquitetura – Abílio Guerra

 

Palestras

Gestão de pessoas em projetos de arquitetura – Alessandra Rufino

Liberte seu poder pessoal – Fernando Oliveira

Seja produtivo, não ocupado! – Geison Ramos

Motivação e produtividade no ambiente de trabalho – Hamilton Salem

5 passos para implementar o Revit – Alan Araújo

Planeje para atingir seus objetivos – Renato Torres

Tabela de honorários – Odilo Almeida

Aula ao vivo de encerramento – Bruno Capanema

Tarefas e responsabilidades em escritórios de arquitetura – Ênio Padilha

Como conseguir clientes na internet e se tornar referência no mercado – Bruno Pinheiro

Como vender melhor os seus serviços – Sandro San

 

Bônus

Novos e inexplorados nichos – Gilson Paranhos

Como usar a congruência para obter resultados agora – Daniel Santos

8 Táticas Para Divulgar Sua Marca Na Internet

Panorama da arquitetura no exterior – Nuno Soares

Panorama BIM no Brasil – Alex Justi

Minicurso Gerenciamento de Escritórios – Ricardo Meira

Como trabalhar sua M.A.R.C.A.

BIM para pequenos projetos

Mini-curso Incorporação Na Prática – Carolina Caribé

Curso Vegetação nativa em projetos urbanos

Em 30 de novembro de 2013, estive presente no curso A Vegetação Nativa em Projetos Paisagísticos, realizado pelo Núcleo Rio de Janeiro da ABAP com o apoio do CAU/RJ.

O objetivo do curso foi complementar a formação de arquitetos e urbanistas, assim como de outros profissionais de campos afins. Discutiu-se a utilização da vegetação em projetos paisagísticos, apresentando conceitos e abordagens relativas à composição; análise de aspectos formais, estruturais e ecológicos; identificação de propriedades, condicionantes e potenciais de uso dos diferentes estratos vegetais; indicação de técnicas e aplicações práticas.

O curso, organizado por Marcia Nogueira Batista, Vera Regina Tângari, Mônica Bahia Schlee e Andrea Queiroz Rego (ABAP), com o apoio de Sydnei Menezes e Christine Eksterman (CAU/RJ), contou com professores com vasta experiência em projeto e em pesquisa, de diferentes formações acadêmicas como Rita Montezuma, Pierre-Andre Martin, Eduardo Barra, Ivete Farah, Luiz Câncio, Cecília Petagna e Flavia Braga.

Em 2013.

Curso Estudo de Viabilidade Técnica de Empreendimentos

No dia 17 de agosto de 2013, concluí o Curso de Estudo de Viabilidade Técnica de Empreendimentos Imobiliários.

No instituto Bramante http://www.institutobramante.com.br/cursos/livres/curso-de-estudo-de-viabilidade-tecnica-de-empreendimentos/

Carga horária total: 16 horas

Docente: Arquiteta Drª. Rose Compans – UFRJ
Objetivos do Curso de Estudo de Viabilidade Técnica de Empreendimentos:
Capacitar o aluno para avaliar o aproveitamento de terrenos no município do Rio de Janeiro, considerando as restrições impostas pela legislação urbanística vigente e a dinâmica do mercado imobiliário é a proposta da prestigiada docente Rose Compans, arquiteta e doutora pela UFRJ.
Programa do curso:
Legislação de uso e ocupação do solo;
Zoneamento;
Usos permitidos;
Condições das edificações;
Levantamento de dados e informações necessárias ao estudo de viabilidade técnica;
Cálculo do potencial construtivo;
Análise das soluções de projeto em decorrência de condicionantes físicos e legais;
Composição dos preços imobiliários;
Estimativa do Valor Geral da Venda.

Curso Estudo de Viabilidade Econômica de Empreendimentos

No dia 27 de julho de 2013, concluí o Curso de Estudo de Viabilidade Econômica de Empreendimentos Imobiliários com o professor Danilo Renato Sesiki.

No instituto Bramante http://www.institutobramante.com.br/cursos/livres/curso-de-estudo-de-viabilidade-economica-de-empreendimentos-imobiliarios/

Carga horária total: 16 horas

Objetivos do Curso de Estudo de Viabilidade Econômica de Empreendimentos:

Breve panorama importante ao curso de Estudo de Viabilidade Econômica de Empreendimentos: O mercado imobiliário brasileiro passou por momentos conturbados ao longo dos últimos dez anos. Percorreu da euforia à crise, para a aparente consolidação. Durante este cenário turbulento, e, principalmente no momento de ascensão do mercado, muitos terrenos foram comprados com pouco critério e empreendimentos foram colocados à venda às pressas sem as devidas precauções. Os anos se passaram e esses empreendimentos apresentaram seus reais resultados, muitas vezes insatisfatórios, totalmente diferente do que fora planejado.

De 2008 para cá, com os resultados abaixo do esperado e grande volume de obras comprometidas com os clientes, o mercado e as empresas do setor buscaram soluções para sanar essas incertezas, e muitas das companhias que abriram capital na Bolsa de Valores foram fundidas, e assim, o mercado se consolidou e se profissionalizou.

Em meio a estes acontecimentos, o estudo de viabilidade econômica passou a ser imprescindível para o planejamento e sucesso das incorporadoras. Quanto investir? Qual o valor máximo e melhor forma de pagamento em um terreno? Qual a margem de lucro esperada? É melhor construir com capital próprio ou buscar financiamento para a construção do empreendimento?

O estudo de viabilidade econômica é a melhor maneira de responder a estas e outras perguntas.

Neste curso, além de uma breve discussão sobre o momento atual do mercado imobiliário, serão apresentadas análises de casos e aplicações de eficientes técnicas para o adequado estudo de viabilidade econômica de empreendimentos.

Programa do Curso de Estudo de Viabilidade Econômica de Empreendimentos:

Parte 01

Panorama Geral do Mercado Imobiliário
– Momento atual e panorama geral do mercado nacional;
– Principais players;
– Análise e projeção de mercado.

Conceito de Analise do Estudo de Viabilidade Econômica
– Para que serve um estudo de viabilidade econômica;
– Como e quando aplicá-lo;
– Quais variáveis externas devem ser analisadas antes de estruturar um estudo de viabilidade;
– Nomenclaturas de mercado;
– Principais indicadores financeiros utilizados.

Estruturação da Viabilidade Financeira
– Definição da melhor forma de pagamento do terreno;
– Definição das premissas financeiras;
– Verificar e aplicar os parâmetros construtivos de cada empreendimento;
– Pesquisa de mercado e definição do preço de venda;
– Projeção das vendas;
– Estimativas x Incertezas de um estudo de viabilidade econômica.

Parte 02

Estudos de Caso (empreendimento residencial)
– Análise das principais características de um empreendimento residencial.
– Aplicação de técnicas para um estudo de viabilidade econômica (empreendimento residencial).

Parte 03

Ciclo de Vida de um Empreendimento Imobiliário
– Estudo de viabilidade econômica para aquisição de um terreno;
– Estudo de viabilidade econômica para lançamento de um empreendimento;
– Estudo de viabilidade econômica: Projeção x Real;
– Estudo de viabilidade econômica: finalização da obra e entrega das chaves para os clientes.

Parte 04

Estudo de Caso (empreendimento comercial)
– Análise das principais características de um empreendimento comercial.
– Aplicação das técnicas para um estudo de viabilidade econômica (empreendimento comercial).

http://www.institutobramante.com.br/cursos/livres/curso-de-estudo-de-viabilidade-economica-de-empreendimentos-imobiliarios/

Seminários de Política Urbana | Quitandinha +50 | RJ

Qmais50-IAB-RJNos dias 27 e 28 de fevereiro e 1º de março de 2013, foi realizado na sede do IAB (Instituto dos Arquitetos do Brasil) no Rio de Janeiro, o seminário “Arquitetura, Cidade, Metrópole – Democratizar cidades sustentáveis”, onde foram tratados assuntos como o Espaço da Democracia, Democracia e Cidade, Movimentos Urbanos, Sistemas Institucionais Urbanos e Metropolitanos, entre outros, divididos em  palestras e grupos de debates, dos quais eu participei de um.

Esse evento fez parte do ciclo de 7 Seminários de Política Urbana | Quitandinha +50,  que comemora os 50 anos do  Seminário Nacional de Habitação e Reforma Urbana que aconteceu em 1963 no hotel Quitandinha em Petrópolis. Quitandinha +50 visa contribuir para o reforço da agenda política das cidades e das metrópoles brasileiras. Os outros seis eventos serão realizados ao longo do ano de 2013 em outros estados.

Na conclusão dos trabalhos na sexta feira, compartilhei dos sentimentos de Sérgio Magalhães, presidente do IAB, onde ele dizia que estava muito feliz com os resultados alcançados ao fim do primeiro evento. Eu também estava! Pela primeira vez eu vi com meus próprios olhos nossa classe se organizar democraticamente para se fazer ouvir pela sociedade e pelo poder público. Estamos ficando mais fortes!

Os relatórios do evento e dos grupos de debate serão divulgados nos próximos dias no site do IAB.

Maiores informações sobre o evento em http://www.iabrj.org.br/programacao-q50-seminario-rio-de-janeiro

Confira todas as máterias do Q + 50 RJ