Programa de voluntariado do Parque Nacional da Tijuca

Em 2018 compareci no programa de voluntariado do Parque Nacional da Tijuca, fazendo trabalhos como produção de mudinhas de espécies de plantas nativas da Mata Atlântica, plantio dessas mudas, limpeza de regiões da Mata com retirada de lixo, espécies de plantas exóticas e invasoras.

**************************************************************************

No dia 25 de junho de 2016, eu e meu marido começamos nossos trabalhos voluntários no Parque Nacional da Tijuca.

O grupo de voluntários, ao todo 8 pessoas, começou coletando pequenas mudas de espécies nativas na trilha acessível do parque. Essas mudinhas foram plantadas em saquinhos, e serão novamente plantadas em partes da floresta que não tenham o mesmo potencial de se regenerar como o interior da floresta. Ao todo foram 150 mudas produzidas.

port-PNT-2016-06-25-02
5 dos 8 voluntários presentes no dia.
port-PNT-2016-06-25-01
As 150 mudas produzidas no dia.

Acesse o programa de voluntariado em http://www.parquedatijuca.com.br/#voluntariov2

 

Ação voluntária de plantio de espécies nativas da Mata Atlântica no Parque Nacional da Tijuca

No domingo, 22 de maio de 2016, participei do programa de voluntariado do SOS Mata Atlântica aqui no Rio de Janeiro.

A ação encerrou as comemorações do dia da Mata Atlântica, 27 de maio e consistiu no plantio de mudas nativas no Parque nacional da Floresta da Tijuca e a retirada de espécies exóticas que competem com as árvores nativas e atrapalham o desenvolvimento da floresta.

Ao todo foram 85 voluntários divididos em 10 grupos. Meu grupo plantou 30 mudas nativas entre Ipê amarelo, Paineira Rosa, Palmito Juçara, Ingá Cipó, Guapuruvu, Pau d’alho, Jatobá, Grumixama e Guaritá. Retiramos quase 600 mudinhas de jaqueiras de uma área não maior que 100m2. Cada jaca que cai no chão lança mais de 200 sementes ao redor da jaqueira mãe, e grande parte dessas sementes germina, e por conta de seu vigor, ganha o espaço que seria de uma espécie nativa. O que mais me impressionou nisso tudo foi ouvir de uns dos coordenadores do evento que se ações como essas não forem feitas regularmente, o futuro da floresta da tijuca é se transformar num grande Jaqueiral.

Amei ter feito parte dessa ação!

 

Veja mais em https://www.sosma.org.br/105055/viva-mata-2016-encerra-programacao-com-plantio-de-mudas/

imagem