Blog

Expandir nossa tolerância ao desconforto é expandir nossa capacidade de obter paz interior.

De um texto que recebi através de uma amiga:

[…] alcançamos a paz interior ao superarmos o desejo do nosso corpo de evitar o desconforto.


Um corpo em movimento quer permanecer em movimento. Um corpo em descanso busca mais descanso. Quando nos treinamos para estar cada vez mais em movimento, em atitude de compartilhar, fora da nossa zona de conforto e fazendo o esforço extra, realmente se torna mais fácil continuar seguindo adiante, fazendo cada vez mais!

Nunca encontraremos paz – descanso verdadeiro – vivendo como se estivéssemos de férias.

Ironicamente, podemos correr atrás do descanso físico durante toda a nossa vida sem nunca nos sentirmos mais relaxados ou menos estressados.

É um paradoxo que você realmente não consegue sentir até experimentar, mas a paz é encontrada quando estamos continuamente nos empenhando para fazer mais.

Expandir nossa tolerância ao desconforto é expandir nossa capacidade de obter paz interior. 

Yehuda

..:: 2013 ::..

Feliz 2013 para todos!

Que nesse ano tenhamos a coragem de mudar o que precisamos mudar!

Que lutemos pelo nossos sonhos mais importantes!

Que vivamos cada momento como especial.

Que digamos às pessoas que amamos o quanto elas nos fazem felizes e o quanto a nossa vida é especial por tê-las por perto.

E que quando chegarmos no final de 2013, possamos olhar para trás e com uma lágrima escorrendo no canto dos nossos olhos,  sentirmos saudades do ano que estará terminando, como hoje eu já sinto de 2012!

Livraria Cultura na Cinelândia

Ontem estive na inauguração da nova loja da Livraria Cultura aqui no Rio de Janeiro.

O lugar é enorme! O Espaço está muito legal, bem a cara da livraria.

Essa é a foto do meu marido, que como todo bom nerd não pode perder a oportunidade de bater uma foto com o soldado branco do Star Wars.

Muito legal a gente ter uma Livraria Cultura tão pertinho, logo ali no Centro! Amei!

Falando em estudar…

… estou aprendendo alemão no duolingo.com.

Eu sou neta de alemães e com esse bonito sobrenome “Fischer” sempre fui questionada se sabia falar alemão. E apesar de ter ouvido alemão durante uma parte da minha infância, da língua eu só sabia contar de 1 a 7. Meus avós moravam no interior de Minas e eu no Rio de Janeiro, o contato não era muito grande. Mas, importante dizer que com a minha avó alemã, eu aprendi a fazer crochê e que volta e meia eu tô crochetando alguma coisa, sempre pensando nela.

Já que estou em reminiscências, lembro de um momento histórico da minha vida onde presenciei meu avô materno, nascido na Alemanha e meu avô paterno, um carioca, firme estudioso da língua inglesa e da língua alemã, conversando em alemão na cozinha da minha tia Irene. Esse dia está marcado a ferro e fogo na minha lembrança… ah se existissem máquinas do tempo!

Bom, voltando ao assunto do post, outro dia vendo uma comédia romântica alemã, juntou tudo isso na minha cabeça e falei  com meu marido (que é descendente de Japoneses): – Vamos aprender alemão? Ele me olhou meio perdido, aí eu falei: Um dia… pode ser daqui a 10 anos, 20 anos, não importa… vamos aprender alemão? Ele considerou um pouco e concordou, seguro que 10 anos é muito tempo.

Apenas algumas semanas depois ele mesmo me enviou o endereço de um site que prometia ensinar línguas de graça e lá estava o alemão! 10 anos que nada… comecei naquele dia mesmo!!! E aqui estou eu (e meu marido também)… estudando alemão! Segundo o site, eu já aprendi 123 palavras… e contando!

duolingo.com

3… 2… 1… Dezembro!

Eu quero começar a semana e o mês de dezembro com uma frase dita por Einstein:

“Conforme o círculo de luz se expande, também se expande a circunferência de escuridão em torno dele”.

Nosso crescente círculo de conhecimento estará sempre circundado pela escuridão do desconhecido.

Eu conheci essa frase no livro “Idéias Geniais” de Surenda Verma. Um livro que fala dos principais teoremas, teorias, leis e princípios científicos de todos os tempos.

A frase acima é do capítulo que fala da “Teoria de Tudo”.

Ela nos faz entender o porque de quanto mais aprendemos, mais queremos aprender! Quanto mais conhecemos maior é o novo território a ser explorado!

Dezembro… aí vamos nós! Não vamos só decorar as nossas árvores de Natal… vamos também enfeitar esse fim de ano com novos conhecimentos: uma nova língua, um livro, uma nova arte, uma nova profissão, uma nova especialidade, planejamento de um novo curso para o ano que vem, planos para a nova pessoa que você quer ser ano que vem!

Ideias Geniais na Cultura!